domingo, 19 de fevereiro de 2012

Carnaval - Quanto Riso

Todo ano é a mesma coisa. Chega esta época e lá vem os turistas em busca do carnaval do Brasil.
Alguns acham que esta é mais uma das tradições desta terra e precisa ser preservada. Mera questão cultural. O turismo e a geração de empregos tem sido outro argumento em sua defesa. Ouvindo certas reportagens sobre o carnaval, percebi como os estrangeiros repetem expressões que enaltecem o jeito alegre de ser do brasileiro. Dizem eles que o brasileiro está sempre alegre. Risos pra todo lado. Tudo acaba em risos. Há mesmo até uma certa ironia nestas expressões, como se nós brasileiros vivêssemos sempre em pleno carnaval. Nossas mulheres são vistas como objetos de prazer meramente sexual, são descartáveis. Mas, será que o brasileiro é mesmo assim?

Nesta época os casos provenientes de acidentes de trânsito, brigas (por quaisquer razões, até as mais absurdas), armas de fogo, objetos cortantes e embriaguez, são bem frequentes no Pronto Socorro. Alguns profissionais de saúde contam como cresce o movimento na Obstetrícia no mês de novembro! Coincidência?

Por quê as pessoas buscam o carnaval? Certamente para atender uma necessidade básica do ser humano: Ser feliz! Em nome do prazer, abre-se mão de todos os valores de ordem ética, moral, espiritual e social. Mas qual o preço que alguns vão pagar para "brincar" o carnaval? Alguns pagarão com a própria vida. Outros pagarão o equivalente a separação da família, da destruição do casamento, da perda do emprego, do amor próprio. Outros ficarão com as consequências do prazer fácil e imediato.

O Salmo 1 deixa claro que o homem está diante de uma encruzilhada. Ou ele decide ser feliz baseado na vontade de Deus para sua vida, vivendo a verdadeira felicidade, ou decide seguir os conselhos e atitudes daqueles que não conhecem a Deus e tem prazer em seus pecados.

Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. 
Salmos 1:1-2

Assim, o carnaval é apenas mais uma evidência da atitude espiritual que cada um já tomou em sua vida. Mas isso também me faz lembrar de algo que ouvi um dia. Para que deixemos o que hoje aparentemente nos dá prazer é preciso que se encontre algo maior. É como a criança que brinca com sua boneca de pano e faz dela seu mimo mais precioso, até que um dia ela ganha uma boneca dessas modernas, que fala, mexe a mãozinha e tudo mais, então devagar ela vai deixando a boneca de pano de lado. E mesmo quando a menina brinca com sua boneca de pano ou moderna, ela na verdade está se preparando para algo maior que virá no futuro quando ela for chamada a ser mãe.

Assim somos nós, se você não conhece algo maior que lhe dê alegria verdadeira, que preencha seu coração de felicidade, se você não conhece e sente no coração aquele amor que te completa, em fim se você ainda não conhece o êxtase do Amor de Jesus Cristo, então o carnaval é sua alegria.

Porém, se você decidir conhecer de fato e de verdade o Senhor, você entrará numa dimensão tão grandiosa do ser que seu riso será hoje, amanhã e sempre.


Pior do que brincar o carnaval é levá-lo a sério como fonte de prazer.

  





Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE - FORÇA E VISÃO

Todos queremos ser livres, mas como podemos conseguir a tão sonhada liberdade neste mundo cheio de barreiras, dificuldades e compromiss...