quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Quando o Senhor desce à terra

Salmo 144.5,6

5. Abaixa, Senhor os teus céus, e DESCE, toca os montes e fumegarão
6. Despede relâmpagos, e dispensa os meus inimigos, arremessa as tuas flechas e desbarata-os.

Ás vezes o desespero dentro de nós é tão grande que não temos condições de subir aos céus. até o trono de Deus para falar com Ele, e então só nos resta suplicar com fez Davi:

Abaixa, Senhor, os teus céus e
DESCE

Quando as forças nos faltam para ficarmos de pé e então prostrados, rosto em terra e lágrimas clamamos ao Senhor, Ele deixa o mais alto céus, lugar do seu trono eterno e vem até nós. Traz consigo seu exército de anjos e assume a nossa guerra, dispersa nossos inimigos e desbarata-os.

Traz nas mãos o bálsamo consolador, unge nossa cabeça e com seus braços amorosos e fortes levanta-nos do chão, enxuga nossas lágrimas e diz:

Filho meu, não se desespere, Eu sou contigo
e não te deixarei.
Tu és meu e com amor eterno eu te amei,
Eu te escondo na palma de minhas mãos.

E recostados em seu peito, como o apóstolo João fazia com Jesus, descansamos e adormecemos, para acordarmos depois, revigorados, refeitos para continuar a caminhada, certos de que o Senhor..... Ele age por nós!.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE - FORÇA E VISÃO

Voar como Águia Todos queremos ser livres, mas como podemos conseguir a tão sonhada liberdade neste mundo cheio de barreiras, dificu...