quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Dúvidas!



Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus.

Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma crerei.
João 20:24-25


Se há uma pessoa que passou para a história como o maior incrédulo existente, o seu nome é Tomé.

De incrédulo para teimoso, foi um pequeno salto. Hoje, quando alguém dúvida de alguma coisa que é óbvia, logo se escuta: "Deixa de ser Tomé!". Tudo isto por causa de uma situação que, se eu ou voce estivesse no mesmo lugar, talvez, agiria da mesma forma.

Tomé era um dos discípulos de Jesus, conhecido como Dídimo, "o gêmeo". Em Jerusalém Jesus havia sido preso, crucificado, estava morto e enterrado. Na cabeça de Tomé, ainda era viva a cena quando Jesus havia decidido ir a Judeia. O clima era de morte. Ao ouvir a decisão de Jesus, seu comentário foi "Vamos também para morrermos com Ele" (João 11.16). Pessimista? Não, realista. Ele sabia muito bem o que significava cair nas mãos dos judeus e autoridades romanas.

Em outro momento, quando Jesus disse aos discípulos que ia preparar o lugar, para que estivessem todos juntos e que eles conheciam o caminho, Tomé perguntou: "Senhor, não sabemos para onde vais, como podemos então saber o caminho?" (João 14.5).

Este era o Tomé, guiado por seu instinto, dúvidas e circunstâncias. Ao menos era sincero.

Quando Jesus ressuscitou e apareceu aos discípulos, Tomé não estava com eles.





Ao ouvir o relato da ressurreição de Jesus, duvidou. Então veio a famosa frase: "Se eu não vir as marcas dos pregos em suas mãos, não colocar o dedo onde estavam os pregos, e não puser a minha mão no seu lado, não crerei." (João 20.25).



Tomé, na verdade, confiava nele mesmo, aonde a sua mão alcançava. Seu tato era o referencial da verdade. Apesar de Tomé estar determinado a não crer, Jesus se apresentou a ele e lhe ensinou o caminho da fé. A lição que deveria ter aprendido em quase 3 anos andando com Jesus, aprendeu em alguns segundos.


Felizes os que não viram e creram. Fé é acreditar nas coisas que não se vêm. Mas, se como Tomé, você quiser uma prova de Jesus, Ele virá até você, se apresentará de uma forma tal que dissipará todas as suas dúvidas e deixará em seu coração Sua marca eterna, numa Experiencia com Deus que será inesquecível.

Que as mãos do Senhor te envolva com Seu Incomparável Amor.













Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE - FORÇA E VISÃO

Todos queremos ser livres, mas como podemos conseguir a tão sonhada liberdade neste mundo cheio de barreiras, dificuldades e compromiss...